Reeducação alimentar: O segredo do sucesso!

Padrão

reeducacao-alimentar-4Seguir dietas muito restritivas que prometem uma grande perda de peso num curto espaço de tempo não ensina o indivíduo a comer de forma saudável e favorece o efeito sanfona. As dietas milagrosas e mirabolantes que a mídia nos apresenta, muitas vezes nos enchem os olhos e ficamos entusiasmados a começar determinado “projeto” no intuito de atingir nosso objetivo de forma eficaz, sofrendo muito e por pouco tempo. O problema é que muitos desses métodos de emagrecimento criam muitas expectativas e poucos resultados e no final das contas nos gera uma grande decepção e o risco de um efeito rebote é gigante, ou seja, no final você acaba ganhando mais peso do que já estava antes de começar a dieta.   Mudar hábitos não é fácil. É uma tarefa que requer esforço e disciplina, mas é possível. Quando o objetivo maior é a saúde, a prevenção de doenças e o melhor aproveitamento do organismo, o esforço vale a pena. A melhor maneira de emagrecer sem correr o risco de engordar novamente é com uma reeducação alimentar. Para evitar este problema, procurar um nutricionista para um melhor acompanhamento e plano alimentar individualizado é fundamental, mas de antemão, vale a pena seguir algumas dicas que contribuem para uma reeducação alimentar de sucesso:

reeducacao-alimentar1 reeducacao-alimentar-2 reeducacao-alimentar-3

1-Mastigue bem os alimentos, comendo devagar para facilitar a digestão e saborear os alimentos;

2-Procure fazer as refeições em lugar tranqüilo, evitando outro tipo de atividade enquanto se alimenta, como por exemplo, assistir TV;

3-Fazer em torno de 5 a 6 refeições diárias, evitando longos períodos de jejum (ficar mais do que 4 horas sem se alimentar);

4-Ingerir em torno de 3 litros de líquidos durante o dia, água, sucos, chás, pois auxilia no funcionamento do intestino, transporte dos nutrientes e excreção das substâncias tóxicas;

5-Evite a ingestão de líquidos durante as refeições, pois dificulta a digestão, absorção e utilização dos nutrientes, o ideal é ingerir líquidos 30 min. antes ou 1 hora depois das grandes refeições (almoço e jantar);

6-Dar preferência às preparações assadas, grelhadas, ensopadas e assadas;

7-Substitua os queijos amarelos com alto teor de gorduras como parmesão, mussarela, provolone, por queijos brancos como minas frescal, ricota e cottage.

8-Diminua o consumo de carne vermelha e dê preferência às carnes brancas (frango ou peixe), magras e sem pele;

9-Os alimentos ricos em açúcar devem ser reduzidos. Substitua os doces por frutas e os refrigerantes por sucos de frutas;

10-Dar preferência aos produtos naturais evitando os industrializados, que geralmente contém grandes quantidades de gordura, açúcar, aditivos e sal (habitue-se a ler os rótulos);

11-Utilize condimentos naturais para temperar a sua alimentação como: orégano, limão, alho, cebola, salsa, cebolinha, evitando assim o consumo de molhos ricos em gorduras e o excesso de sal (knorr, sazon, molhos prontos…);

12-Aumente a ingestão de frutas, verduras e legumes e aproveite sempre que possível as cascas e os bagaços. As fibras contidas nestes alimentos ajudam o organismo no controle da glicose, colesterol, hipertensão e no funcionamento do intestino;

13-Não pule as refeições planejadas (café da manhã, almoço e jantar) como forma de redução de calorias;

 

 

Por: Graciella Tenório

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s